10 dicas para seu ecommerce ser sucesso em todo o brasil

10 dicas para seu ecommerce ser sucesso em todo o brasil

  1. COMUNICAÇÃO SEGMENTADA

Um ecommerce pode vender para todo o Brasil, mas deve se comunicar de forma diferente para os diferentes públicos de diferentes regiões do País. Isso economiza dinheiro que você gastaria enviando a mesma mensagem para todos, o que inclui gente demais que não está interessada no seu produto.

Algumas boas opções:

Uma lista de e-mails deve conter informações suficientes para que você possa segmentar a mensagem de acordo com o interesse de cada perfil de público. Não é interessante oferecer ventilador para um cliente do Rio Grande do Sul durante o inverno, mas o mesmo produto pode ser oferecido a um cliente do Ceará o ano inteiro. Segmente o público o máximo possível, planeje a mensagem e as ofertas e o retorno será melhor.

  • Blogs locais

Os blogs são mantidos por pessoas influenciadoras nos assuntos que abordam e, algumas vezes, são mais influentes em uma região do País do que nas outras. Anunciar em blogs ou fazer parcerias para ações de marketing com blogueiros é uma boa forma de segmentar a comunicação e aproveitar a influência dessas personalidades no público do seu ecommerce.

  • Portais locais

A mesma ideia de anunciar em blogs vale para grandes portais de conteúdo. Peça o media kit (ou kit de mídia) deles e analise o perfil de público de cada um. Selecione os portais e as seções dentro deles que agregam mais pessoas com o perfil de público do seu ecommerce.

  • Comunidade local

Tem alguma região do País ou perfil de público que você quer vender mais? Busque comunidades que agreguem pessoas com valores semelhantes aos do seu negócio. Se você vende produtos para gestantes e bebês, por exemplo, existem comunidades de mães que participam ativamente de grupos em redes sociais compartilhando informações sobre gravidez e criação dos filhos. Entre em contato com o líder ou administrador desse grupo, traga algo bom para eles (informação, produtos, ofertas…), se relacione e aproveite a influência da comunidade sobre as pessoas.

  1. SEO

Os acessos de uma loja virtual que têm origem nos resultados orgânicos de um site de buscas têm maior taxa de conversão em vendas do que as demais ações de marketing digital.

As principais técnicas de SEO que você deve se preocupar são:

  • Plataforma preparada para SEO

A sua plataforma de ecommerce deve ter opções como customização de títulos, descrições, URLs, processos de compra, entre outras. Restrições de uma plataforma ruim para SEO impactam diretamente na perda vendas e clientes.

  • Conteúdo original

Crie títulos e descrições dos produtos. Jamais copie descrições de outros sites, pois os sites de busca entendem como conteúdo duplicado, punindo a sua loja virtual e considerando o site do seu ecommerce menos relevante que os concorrentes.

  • Palavras-chave relevantes

A sua loja virtual precisa ser otimizada para as palavras-chave mais relevantes relacionadas aos produtos que você vende. Você pode pesquisar essas palavras nas ferramentas do Google, como a Ferramenta de Palavras Chaves do Google.

  • Divisão por categorias

Cada tipo de produto deve ser segmentado utilizando uma palavra-chave específica para ela. Além de organizar a navegação para o usuário, ainda é importante para SEO.

  • Comentários e avaliações

Disponibilizar um espaço nas páginas de produtos pra os clientes deixarem comentários e opiniões, além de dar credibilidade à sua loja, ainda deixa o seu site constantemente atualizado de conteúdo novo e os usuários navegarão por mais tempo lendo as opiniões de outros clientes.

  • URLs amigáveis

As URLs amigáveis são fundamentais para que os usuários e os buscadores encontrem com mais facilidade o conteúdo do seu site. Ser encontrado é o que você mais precisa para ter um ecommerce de sucesso.

  1. MOBILE

De acordo com o relatório Webshoppers, da E-bit, as vendas feitas via dispositivos móveis correspondem a 9,7% do total de vendas feitas no ecommerce brasileiro. Categorias de produtos como cosméticos e perfumaria / cuidados pessoais e saúde são os mais vendidos no mobile commerce.

Portanto, fique atento aos seguintes pontos:

  • Facilite a navegação na sua loja virtual em telas pequenas (dispositivos móveis);
  • Google está posicionando melhor nos resultados da busca sites preparados para mobile.
  1. FOTOS E DESCRIÇÕES

As fotos de um ecommerce precisam mostrar todos os detalhes importantes do produto, pois o consumidor não está em contato direto com ele na hora da escolha. Nunca se esqueça de:

  • Mostrar o produto de frente, de lado, em cima, embaixo e por dentro (se houver necessidade de todos esses ângulos);
  • Se for roupas, obrigatoriamente use um modelo vestindo para demonstrar o caimento da peça. Você pode fazer combinações com outras peças para demonstrar um look completo;
  • Use fotos ou vídeos do produto sendo usado. Produtos eletrônicos se beneficiam muito de vídeos de demonstração do uso do produto;
  • Use fotos de boa qualidade e resolução.
  1. FRETE

Frete grátis é um grande diferencial para o consumidor optar pela loja virtual em vez da loja física, assim como a opção entre a sua loja e a do concorrente. Você pode optar por frete grátis para algumas cidades, para determinados produtos ou para determinado valor de compra.

Algumas dicas:

  • Escolha produtos chave, que auxiliam na venda de outros produtos e que o valor consiga cobrir os custos do frete, sem prejuízos;
  • Frete grátis para determinado valor de compra estimula o cliente a colocar mais produtos no carrinho para atingir o valor do frete grátis;
  • Aumentar o prazo de entrega na opção de frete grátis estimula o cliente a escolher o frete pago para receber o produto mais rápido.
  1. PAGAMENTO REGIONAL

Algumas regiões do Brasil têm formas de pagamento muito populares por lá que não são muito conhecidas no resto do País. Um bom exemplo é o cartão de crédito HiperCard, muito usado na região Nordeste por ter sido um dos primeiros cartões a oferecer crédito para clientes com rendas mais baixas e com limite mais alto que os concorrentes. Pesquise e fique atento a esses detalhes.

Oferecer a opção de pagamento no boleto também ajudará a conquistar os clientes que não têm costume de comprar na Internet e ainda têm medo de disponibilizar os dados de cartão de crédito.

  1. ENTREGA

A entrega precisa ser rápida o suficiente para que o consumidor não se arrependa de não ter comprado em uma loja física na sua cidade. Entre 3 e 7 dias é um excelente prazo de entrega.

Dica:

Pesquise preços e prazos de entrega com diferentes empresas de transporte. O Correios é a única empresa que entrega em todo o Brasil e que você pode utilizar o serviço sem fechar um contrato com eles, mas para capitais pode sair mais barato utilizar o serviço de transportadoras privadas.

  1. EMBALAGEM

Uma das coisas mais decepcionantes que pode acontecer na compra pelo ecommerce é receber o produto danificado. Pense nos seguintes pontos:

  • Preocupe-se com a qualidade da embalagem que você está usando e, se possível, com a aparência dela;
  • Se houver risco de o produto se quebrar durante o transporte, use plástico bolha ou isopor para protegê-lo até das piores quedas.
  1. ATENDIMENTO

Você pode estar em um estado no extremo oposto do Brasil em relação ao seu cliente, mas ele deve sentir proximidade através do atendimento, pois isso passa segurança para finalizar a compra.

Algumas dicas:

  • Ofereça pelo menos três opções de contato, incluindo obrigatoriamente e-mail e telefone;
  • Redes sociais são um canal de comunicação rápida e que provavelmente o seu cliente vai tentar usar para entrar em contato. Esteja presente nas mais usadas pelo seu público;
  • É óbvio, mas muitas empresas esquecem que o atendimento deve ser rápido. Um bom atendimento deve ser feito dentro das primeiras 24 horas após o contato do cliente.
  1. LEGISLAÇÃO

Obedeça à legislação relacionada ao ecommerce no Brasil contida no Código de Defesa do Consumidor e complementada pelo Decreto Federal nº 7962/13. Ande na linha e você não terá problemas com os clientes!

Alguns dos principais pontos que você não pode deixar de lado são:

  • A loja deve conter em local visível o seu endereço físico, contatos e número de CNPJ;
  • Informações de entrega ou seguros, modalidades de pagamento, disponibilidade, forma e prazo da execução do serviço ou da entrega ou disponibilização do produto devem estar presentes de forma clara e precisa;
  • Após a finalização da compra, a loja virtual deve confirmar que recebeu o pedido ou que aceitou a compra;
  • A loja virtual deve garantir a segurança dos dados pessoais e de pagamento dos clientes por meio de mecanismos de segurança como criptografia de banco de dados, antivírus, firewall, testes de invasão, entre outros;
  • O cliente tem direito de arrependimento e pode devolver o produto até 7 dias depois do recebimento do pedido e essa informação deve estar visível dentro do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *